Podcast CBN

A invenção é danosa quando o objetivo é o engano

27/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre o simulacro ofensivo, a expressão quimérica. Ele faz uma reflexão sobre a ideia que engana, que procura, a partir da sua criação, falsear a realidade. Há pessoas que criam a invenção mentirosa como intenção do engano.

A arte é necessária quando a agonia é grande

26/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre densidade poética, beleza imensa. Cortella explica que a ideia não é fugir da realidade, mas encontrar algo que amenize e dê forças para enfrenta-la com mais energia.

O desprezo pela perda de milhares de vidas é repugnante

25/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre vida perdida, desprezo repugnante. Ele cita um trecho do livro de poemas Estação Central, do escritor alagoano Lêdo Ivo: Ouve o que te digo: está morto o vivo que esquece os seus mortos...

É difícil, mas não é impossível, é complexo, mas não é invencível

24/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre horizonte distante, desejo ansioso. Cortella nos faz refletir sobre o momento atual. Apesar da ameaça de uma segunda onda da Covid-19, a esperança em uma vacina é cada vez mais forte.

A inutilidade da arrogância

23/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre escala intrigante, o ciclo espantoso. Ele faz uma reflexão da ínfima importância de cada ser quando se compara com o conjunto da vida.

O trabalho é a melhor e a pior das coisas

20/11/2020

O trabalho concretamente é a nossa obra, e não o nosso emprego. Tem que ser livre, como uma realização, e não como um suplício.

Entre o inédito e o idêntico vamos construindo nossa identidade

19/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre recriação necessária, a permanência protetiva. Ele cita nossa capacidade de reinvenção e de renovação. Cortella destaca que cada pessoa tem um modo de confronto entre o inédito e o idêntico.

A crença é lógica, mas não é obrigatória

18/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre crença lógica, a fé obrigatória. A necessidade racional para algumas pessoas de terem a crença como sendo algo que decorre do pensamento de que haja uma logicidade.

Embora a vida tenha a morte como conclusão, isso não significa que a gente se conforma

17/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre reverência especial, a presença contínua. O tema da reflexão se refere aos mortos pela Covid-19. Essas perdas não podem ser colocadas apenas como um objeto da normalidade.

Das derrotas se tiram lições, mas a preferência é sempre pela vitória

16/11/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre empenho exaustivo, o sonho desfeito. O dia seguinte em várias situações é sempre um tempo de reflexão, meditação, revisão e, ao mesmo tempo, de reinvenção. Para ajudar na reflexão, ele cita um trecho de Dom Quixote, de Miguel de Cervantes: para os vencidos o bem se transforma em mal e o mal em pior.