Podcast CBN

O amigo se torna um parente pelo coração

18/12/2020

Nesta época em que queremos estar próximos das pessoas queridas, fica evidente a importância da amizade. Mario Sergio Cortella cita uma frase do escritor Pedro Nava para lembrar que, muitas vezes, amigos se tornam parte da família.

Tempos agoniantes e a importância do professor

17/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre imagem revigorada, a compreensão forçada. O ensino remoto durante a pandemia mostrou aos pais a importância do trabalho do professor.

Suspeitar de si mesmo pode ser bom ou ruim

16/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre engano distraído, a pressão convencida. A reflexão é sobre o risco de duvidarmos da nossa capacidade diante do que os outros dizem de nós.

O desânimo diante da falta de solução para a crise

15/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre sonho alterado, horizonte distante. O tempo que passa e nem sempre se enxerga aquilo que pode nos apoiar, nos acalmar. Ele acrescenta que, em tempos de turbulência, especialmente na proteção das nossas vidas, enquanto não se encontra uma solução, a nossa forma de desejo é retornar a momentos anteriores.

Uma inconsequência danosa que gera uma consequência malévola

14/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre egoísmo desastroso, a inconsequência danosa. Pessoas que deixam de cuidar do futuro coletivo a partir daquilo que é do seu interesse imediato e exclusivo. Para ajudar na reflexão, Cortella cita um trecho da obra Discursos sobre a primeira década de Tito Lívio, de Nicolau Maquiavel.

O vivendo e aprendendo tem alguma eficácia, mas não o tempo todo

11/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre aprendizado relativo, a justificativa escondida. A viagem é uma ocasião de aprendizado, mas é preciso cautela para não se expor em meio à pandemia.

Há pessoas que são ignorantes porque fazem esse tipo de opção

10/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre limitação voluntária, a reclusão decisiva. Pessoas que escolhem o desconhecimento, não são pelo desconhecimento vitimadas?. Ele cita um trecho do livro ?A vaca e o hipogrifo, do poeta Mario Quintana, para auxiliar na reflexão.

Uma nação não pode sobreviver à traição gerada dentro de si mesma

09/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre presença insidiosa, a atitude destrutiva. Pessoas que dentro de suas funções, em qualquer lugar, deixam de fazer o que precisa ser feito e sempre apontam a responsabilidade para fora dela mesma. Cortella cita um longo trecho da obra ?As Catilinárias?, do filósofo Cícero.

Seria o mal um projeto deliberado ou fruto do acaso?

08/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre ação intencional, o resultado doloso. Cortella cita um trecho de uma série de correspondências do economista Ferdinando Galiani: se o mundo fosse realmente governado pelo acaso não haveria tantas injustiças.

Em um tempo de maior liberação, quem seria a tua companhia?

07/12/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre foco explicativo, a nitidez moral. Nós explicamos uma parte do modo como somos a partir das nossas companhias. Cortella detalha que a nossa transparência também fica provada em função de com quem nós nos expomos, com quem fazemos os nossos acordos, as nossas amizades, as nossas alianças, com quem partilhamos os nossos afetos.