Podcast CBN

Com a tecnologia, ficou mais difícil esconder os malfeitos

16/10/2020

Mario Sergio Cortella faz uma reflexão sobre claridade súbita, o esconderijo rarefeito. Cada vez fica mais difícil fazer coisas no campo da privacidade porque a tecnologia traz à tona uma série de circunstâncias e situações. Nós, para o bem ou para o mal, estamos deixando rastros por todos os lados. Já diria Ibrahim Sued, Em sociedade tudo se sabe.

“É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal” Mario Sergio Cortella

A difícil tarefa do professor durante a pandemia

15/10/2020

No Dia do Professor, Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre docência decente, a partilha proposital. Ele destaca o momento difícil e complexo que essa atividade está vivendo, com a pandemia, e fala sobre as desigualdades de acesso no ensino. Ainda assim, tudo isso não pode desalentar. Como lembrou um dia Voltaire, servir só para si, é não servir para nada.

Precisamos entender os sinais da natureza

14/10/2020

Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre aviso renitente, o alerta contínuo. O que falta para que a gente entenda que a nossa relação com o mundo, com a natureza e com o ambiente tem que ser simbiótica e reciprocamente protetiva?, questiona.

A hipocrisia não pode ser normalizada

13/10/2020

Mario Sergio Cortella faz uma reflexão sobre convicção verdadeira, a ação coerente. Ele destaca que se há algo enojador no nosso dia a dia é a hipocrisia e defende que ela não pode ser entendida como parte do jogo.

Não devemos ser levianos nem arcaicos com as crianças

12/10/2020

Mário Sergio Cortella afirma que posturas arcaicas e ultrapassadas são aquelas que relembram e retomam práticas que não tem sentido. Já atitude leviada é deixar com que crianças e jovens tenham sua conduta sem nenhum tipo de formação e de pressão. Professor defende que não podemos agir nem de uma maneira, nem de outra.

É ilusão pensar que antes tudo era melhor

09/10/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre as pessoas que idolatram o passado e vivem uma espécie de nostalgia dos tempos que se foram. Segundo ele, isso fica evidente quando vivemos dificuldades, mas pensar assim, para o professor, pode ser um desvio de interpretação.

A persistência e a recusa ao que induz ao término

08/10/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre persistência vigorosa, a desistência recusada. Momentos que a gente sabe que está difícil, mas tem que seguir. Cortella cita William Shakespeare para ilustrar a reflexão.

A necessidade e o desafio de ser ético

07/10/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre impacto ético, o desafio decente. Como tornar-se relevante, eticamente saudável, em uma comunidade mais ampliada em que isso não seja apenas uma fala basicamente marcada pelo lado externo.

A gente conhece bem uma pessoa por aquilo que ela pede

06/10/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre identidade revelada, a demanda esclarecedora. A fé pode revelar a identidade da pessoa. Cortella cita um trecho da obra Mergulho na paz, do escritor José Hermógenes de Andrade Filho, mais conhecido como professor Hermógenes.

É estranho tanta gente boa gerar alguma nação que seja ruim

05/10/2020

Mario Sergio Cortella fala sobre amplitude desajustada, a junção danosa. A reflexão é sobre como muitas nações continuam no estado selvagem, apesar da evolução dos indivíduos.